CENTRO DE APOIO ACOLHE MILHARES DE ROMEIROS DE MUQUÉM, EM NIQUELÂNDIA

Niquelândia

08/08/2018 às 04h49

CENTRO DE APOIO ACOLHE MILHARES DE ROMEIROS DE MUQUÉM, EM NIQUELÂNDIA

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 67 VEZES

O Centro de Apoio ao Romeiro (CAR), da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), atendeu cerca de 20 mil pessoas no primeiro dia da tradicional Romaria de Nossa Senhora D´Abadia de Muquém, distrito de Niquelândia. 
 
A estrutura, montada no quilômetro 14 da GO-237, acolhe os peregrinos com lanches e atendimentos de saúde. Até o dia 15 próximo, data do encerramento da festa, cerca de 50 mil fiéis devem passar pelo local. As informações são da Rádio Sagres. 
 
Os romeiros encontram no CAR o suporte necessário para concluir a longa caminhada ao povoado de Muquém. Lá são servidos pão com manteiga e mortadela, leite, café e suco aos peregrinos e às pessoas de baixa renda acampadas na praça de Muquém. 
 
Os romeiros contam ainda com banheiros com duchas para banho, curativos, aferição de pressão arterial, massagens e um espaço de convivência, onde são disponibilizados bancos para descanso e até tomadas para carregar celulares.
 
A dona de casa Jorcelina Ferreira, 46 anos, saiu de Uruaçu com a família na última sexta-feira, dia 3, e chegou ao CAR na manhã desta segunda, dia 6. “Há três anos fazemos essa caminhada e sempre paramos no Centro de Apoio. Tomamos banho, lanchamos, descansamos um pouco. O atendimento é nota dez”, garante.
 
A coordenadora de CAR, Celina Urzêda, ressalta que a expectativa de atendimento no primeiro dia de romaria foi superada. “Tivemos a participação de muitos voluntários, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem. Para se ter uma ideia, produzimos somente no domingo cerca de 12 mil pães”.
 
A diretora de Ações Social da OVG, Jeane Abdala, presente no início dos atendimentos, destaca a importância da estrutura para os peregrinos. “É um centro de amparo, uma rede colaborativa pelo bem e amor às pessoas que vêm de muito longe movidas pela fé e devoção. Com a contribuição de funcionários da Organização, voluntários, empresários, Prefeitura de Niquelândia, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e outros órgãos, conseguimos dar o apoio necessário aos fiéis”.

Comentários

Veja também

Facebook